Quer emagrecer, mas tem pouco tempo para treinar? Está cansado pela monotonia do seu treino? Saiba como treinar em sua casa!

Uma das metodologias mais populares para a perda de peso é o treino
intervalado de alta intensidade (HIIT). Dentro dos vários tipos de treino
intervalado, o protocolo Tabata  tem se tornado um dos mais populares, devido
à sua  curta duração e execução simples.
Embora o treino Tabata tenha como princípio o aumento da capacidade
cardiovascular, é também um acelerador de metabolismo, ajudando na perda
de peso.

Para quem dispõe de pouco tempo para treinar, não tem acesso a
equipamentos ou facilmente se aborrece pela monotonia do treino, está pode
muito bem ser uma das melhores soluções.

Como funciona o Protocolo Tabata?
O Treino Tabata consiste num treino de 4 minutos, com o total de 8 intervalos
de treino, cada um com a duração de 20 segundos em que se realiza
determinado exercício em esforço máximo, intercalados por intervalos de 10
segundos reservados para recuperação ativa.

Este tipo de treino tem sido adaptado pelos profissionais de exercício em
função dos objetivos que se pretendem alcançar. Poderão assim executar-se
Tabatas compostos apenas por um exercício, ou englobar vários exercícios
distintos no mesmo.

É possível ainda executar-se vários Tabatas na mesma sessão de treino, mas
para os que pretendem perder peso, o segredo é apenas um:

Qual a regra para criar um Tabata que potencialize a perda de peso?
Executar, em alta intensidade, exercícios que recrutem o máximo de grupos
musculares possíveis. São exemplos: agachamentos, flexões, burpees,
exercícios pliométricos, sprints, etc.

Para potencializar os resultados do treino Tabata, devem realizar-se o máximo
de repetições possíveis no primeiro intervalo e tentar manter o mesmo número
de repetições nos intervalos subsequentes. Desta forma, garantimos um nível
de intensidade alto.

Antes de iniciar esse método o ideal é ter o acompanhamento e avaliação
de um profissional de Educação física . O mesmo será responsável por
acompanhar e zelar pela segurança da atividade . Orientando a técnica e a
postura, monitorando a atividade dentro de uma percepção subjetiva de
esforça efetiva adequada e segura ao praticante.